Cronista da vida, das coisas e do mundo. Cultura, moda e arte.

Beleza

O que está causando problemas de pele na quarentena

Problemas de pele na quarentena? Saiba os motivos!

Imprevisível, uma palavra que não apenas define nosso estado atual e o que está acontecendo no mundo atualmente por causa do coronavírus. Mas também pode estar descrevendo a nossa própria pele durante a quarentena. Como se uma pandemia e todas as repercussões resultantes dela não fossem suficientes para lidarmos, muitas pessoas também estão tendo que lidar com problemas de pele

Mas quem poderia imaginar que neste período de isolamento, ao invés de descanso, nossa pele se rebelaria? Muitas pessoas estão enfrentando todos os tipos de problemas de pele nos últimos meses, desde erupções cutâneas, irritações ou ressecamento, até surgimento de manchas e agravamento de condições de pele pré-existentes, como eczema, acne, psoríase e muito mais. Veja por que sua pele pode estar tão imprevisível neste momento.

Problemas de pele na quarentena e como evitar

1. O problema: acne

A causa:

Stress –  Quando nosso corpo está estressado, liberamos níveis aumentados de um hormônio chamado cortisol, que por sua vez aumenta a produção de sebo/óleo, o que eventualmente leva à acne.

Diminuição do sono e/ou atividade física – Não dormir o suficiente também pode aumentar seus níveis de cortisol e aumentar as crises acneicas. Além disso, quando seu corpo está acostumado a canalizar o estresse através da prática de alguma atividade física, e de repente você para, sua pele apresenta acne induzida pelo stress. 

Seu celular – Neste momento mais do que antes, estamos tentando encontrar formas de permanecer conectado aos nossos familiares e amigos. E a maneira mais óbvia é falar mais ao telefone. A fricção contínua de ter o telefone contra a bochecha pode causar acne e é conhecida como acne mecânica. Além disso, as bactérias no seu telefone, decorrentes do uso constante, podem estar contribuindo para o desenvolvimento de fungos, especialmente no lado do seu rosto onde você costuma usar o telefone.

Uso de máscaras – Isso se aplica a todos, mas principalmente aos profissionais de saúde. Máscaras podem obstruir seus poros, entupi-los e causar acne. Certifique-se de higienizar suas máscaras, tente não usar maquiagem por baixo, descarte máscaras muito usadas que tenham maquiagem ou sujeira e dê à sua pele a chance de respirar quando uma máscara não for necessária.

Mudança na dieta – Não é segredo que algumas pessoas adoram comer quando estão estressados, e não necessariamente comer alimentos saudáveis. Essa mudança no nosso comportamento alimentar, de uma dieta saudável e equilibrada para uma dieta composta principalmente de açúcares e carboidratos refinados, pode piorar as crises e a acne.

— — —

2. O problema: ressecamento ou irritação

A causa:

Maior tempo em ambientes fechados – Com o confinamento, a maioria das pessoas está gastando mais tempo em ambientes fechados, principalmente dentro de casa. Dessa forma, nossa pele está exposta por muito mais tempo ao ar é mais seco e provavelmente nossos condicionadores de ar ou aquecedores estão ligados. O ar seco, sem dúvida, fará com que sua pele fique ressecada, porque não pode extrair umidade suficiente dela. 

Lavagem constante do rosto e das mãos –  A lavagem excessiva do rosto e e das mãos pode retirar da pele seus próprios óleos naturais, fazendo com que ela resseque. Lembre-se sempre de hidratar com um creme ou pomada depois de lavar as mãos.

Maior exposição a produtos de limpeza – Com a quarentena, estamos todos ficando um pouco obcecados por limpeza! O uso constante de produtos para tal pode causar dermatites nas mãos, que ocorrem quando a pele está inflamada, vermelha e inchada, com uma superfície seca ou escamosa danificada. Tente usar luvas enquanto estiver limpando e desinfetando as superfícies. 

Tentando novos produtos – Muitos estão usando esse tempo maior em casa para cuidar melhor de si mesmos, mas algumas pessoas podem estar testando muitos cosméticos diferentes. Tenha cuidado ao experimentar novos produtos, pois eles podem ser a causa de alergias ou irritações. 

— — —

3. O problema: manchas

A causa:

Maior tempo com luz artificial – Não há dúvida de que o nosso “tempo de tela” aumentou e, se você realmente quiser saber por quanto, pode verificar o seu telefone – mas eu aviso, é para abrir os olhos! A luz azul encontrada em computadores, telefones celulares e até iluminação interna de sua cada pode contribuir para o surgimento de manchas escuras, fotoenvelhecimento e agravamento de melasma.

Falta de uso de protetor solar – Só porque estamos em ambientes fechados não significa que não devemos aplicar nosso protetor solar. Os raios UV ainda podem penetrar pelas janelas. Usar um filtro solar que contenha óxido de ferro pode ajudar a proteger a pela dos danos causados pela luz azul.

— — —

Minha pele na quarentena

No meu caso, tenho a pele extremamente seca e nesta quarentena, ela está bem oleosa. Também observei a formação de espinhas, mas bem esporádicas. Reduzi a quantidade de cremes hidratantes que costumava usar e estou tentando encontrar entre os produtos The Ordinary que já tenho, quais são os melhores para este momento. Mas tenho tentado pegar mais sol e usar filtro solar.

Este texto foi elaborado a partir de um artigo do Health Center Hudson Yards, escrito por uma dermatologista. Se a sua pele está apresentando problemas durante esta quarentena, é recomendado que procure um profissional da área para buscar um tratamento adequado para o seu caso.

Cada pele é diferente, e neste post trago apenas um descritivo dos principais problemas de pele que este período de confinamento tem ocasionado e porque a pele da grande maioria das pessoas está apresentando anormalidades.

Agora comenta aí: como está se comportando a sua pele nesses meses de isolamento social?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.