Cronista da vida, das coisas e do mundo. Cultura, moda e arte.

Geral

Blogmas 15 – Arquitetura da Alsácia, na França

As casas em enxaimel caracterizam a arquitetura da Alsácia.

E para o Blogmas 15 (com atraso, desculpa!), resolvi falar um pouco da arquitetura da Alsácia. Nos centros históricos das cidades ou nas planícies da região, nos chama atenção a constância das casas em estilo enxaimel. 

Para quem visita a região, essas casas com detalhe em madeira são um dos símbolos da Alsácia, assim como a gastronomia. É uma herança arquitetônica que sobreviveu aos tempos, e chegar em Strasbourg ou Colmar é quase como uma viagem para o passado. Por isso segue uma breve explicação sobre a arquitetura da Alsácia!

O que é uma casa em enxaimel?

A enxaimel é uma técnica de construção desenvolvida na Idade Média e presente em várias regiões da Europa, principalmente na Alsácia. O início desta técnica remonta à antiguidade romana. Identificadas de acordo com sua região e sua utilidade, essas habitações tradicionais têm em comum dois elementos que as diferenciam de outras construções:

  • Uma moldura de madeira, visível na parte externa;
  • Alvenaria, com preenchimento dos espaços vazios entre as vigas, realizada em tijolos, entulho ou gesso, dependendo da localização ou da cidade. Esse reforço solidifica e garante a manutenção das fundações.

O telhado é inclinado devido às condições climáticas, coberto com telhas de barro estilo “cauda de castor”, abriga fachadas em enxaimel, muitas vezes decoradas com símbolos familiares e / ou locais: diamantes, cruz de Santo André, “mann” em outras palavras, bonecos de neve, o sol… Nas casas de estilo enxaimel mais gentrificadas, os lados de madeira são esculpidos e moldados, trazendo uma singularidade a cada um deles.

Arquitetura da Alsácia

Essa arquitetura da Alsácia se estabeleceu nas cidades, passando por muitos séculos e guerras. Antes de aparecerem nas cidades, as casas em enxaimel eram representativas do mundo agrícola e rural, como evidenciado pelas fazendas ou casas dos viticultores.

  • Enxaimel nas fazendas

Unidades geralmente constituídas por vários edifícios independentes organizados em torno de um pátio ou formados de maneira mais modesta em um único bloco, agrupando uma casa, um estábulo e um celeiro. As fazendas da Alsácia têm em comum essas arquitetura com vigas parentes de madeira.

  • Casas dos viticultores

Feitas de pedra e semi-enterradas, essas casas abrigam a adega e a prensa no térreo. Muitas vezes apertados, eles podem consistir em vários pisos de madeira, mais ou menos numerosos, dependendo da riqueza da família.

  • Nas montanhas

As casas construídas em um único bloco, combinando habitação e estábulo, são compostas de pequenas salas adjacentes que são fáceis de aquecer.

Alinhadas lado a lado, essas casas típicas da Alsácia se destacam com dignidade para formar becos estreitos com perspectiva infinita, que muitos artistas da região quiseram retratar. Os pátios internos raramente são acessíveis a partir da rua, favorecendo uma porta quente e fechada, como a acomodação vestida de madeira, das escadas aos pisos.

Finalizo este post afirmando que se você aprecia ou estuda arquitetura, a Alsácia é um dos destinos que deve entrar na sua lista. E vale muito à pena conhecer!

— — —

Texto elaborado a partir de conteúdo do site Belambra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.