Crônicas, lifestyle, armário-cápsula, nerdices e vida na Bélgica.

Mundo Web

9 Lugares que estão sendo arruinados por uma foto no Instagram

Instagram deixou de ser uma ferramenta de lembranças para se tornar a ruína de lugares com extrema beleza natural.

Visitando o Hallerbos sem sair fora da trilha, para proteger os jacintos.

A natureza sem dúvida fornece os melhores para qualquer foto de viagem que conhecemos. Mas o Instagram, a ferramenta que recentemente virou polêmica por ter retirado a visualização do número de curtidas no Brasil, pode estar arruinando com vários deles. Com a ajuda dos seus usuários, é claro.

A obsessão por uma foto perfeita para postar no Instagram vem sendo observada já tem um bom tempo. E o resultado muitas vezes é pior do que não ver quantas curtidas certa foto recebeu: lugares naturalmente lindos estão sendo destruídos, atrações turísticas estão sendo fechadas e algumas atrações extremamente turísticos estão se tornando lugares desagradáveis de se visitar.

Por isso, antes de listar os lugares instagramáveis que estão sendo “estragados” por multidões de influencers (neste caso para o mal!) e seus seguidores, preste atenção nas suas atitudes quando viaja. Seja respeitoso com a natureza, evite depredar o que for, apenas para ter uma boa foto. Ainda mais agora que ninguém vai saber quantas curtidas a sua foto maravilhosa recebeu no Instagram, não é mesmo?

7 Lugares que estão sendo arruinados por uma foto para o Instagram

1 – Colinas em Lake Elsinore, Califórnia, EUA

Na última primavera, milhões de papoulas floresceram nas colinas Lake Elsinore, na Califórnia, transformando o local em um oceano de cor laranja brilhante. Esta decoração sublimemente natural não escapou aos influenciadores que se apressaram a ir lá para fotografar. Por um post de sucesso no Instagram teve fotos deitadas no tapete de flores, caminhada nos campos, buquês de flores…

Problemas e consequências: o campo foi completamente pisoteado, muitas flores foram arrancadas e o local foi fechado.

View this post on Instagram

“You’ll never influence the world by trying to be like it.” Love this quote and think about it all the time 🌼 The most influential people of all time are the ones who weren’t afraid to do things differently. Just some food for thought to start your weekend 😘

A post shared by JACI MARIE ⭐️ (@jacimariesmith) on

— — —

2 – Os campos de lavanda de Valensole, Alpes-Haute-Provence, França

Após as filmagens de uma série de TV chinesa e do desfile de aniversário de primavera-verão 2020 da grife Jacquemus, o planalto de Valensole, na região de Alpes-Haute-Provence tornou-se o ponto de parada irresistível que atrai turistas de todo o mundo. O problema? Visitantes desrespeitosos atropelando os pés de lavanda, fazendo fotos de casados com cavalos e outros que instalam banheiras para filmar um filme pornô (sim, isso é verdade!).

Problemas e consequências: os produtores de lavanda estão cansados dessa profusão de visitantes abusados e desrespeitosos, e não querem mais receber turistas ou até mesmo sediar eventos.

View this post on Instagram

Endless lavender fields in Provence. #lavender #provence #valensole #france🇫🇷

A post shared by Sami Sert (@samisrt) on

— — —

3 – Pedra do Telégrafo, Rio de Janeiro, Brasil

Sim, o Brasil tem um representante nesta lista! Embora não tão conhecida como o Cristo Redentor, esta formação rochosa tornou-se um insta spot devido ao fato de que, dependendo do ângulo da foto, parece que as pessoas estão penduradas, prestes a cair em um abismo. Mas toda essa beleza “perigosa” tem um preço. A hashtag com o nome do lugar traz muitas fotos divertidas, mas o efeito está causando estragos em um lugar de beleza natural.

Problemas e consequências: este sempre foi um local de caminhada muito conhecido, mas agora, por causa do Instagram, mais pessoas estão indo de carro até lá (ao invés de caminhar), deixando lixo e pichações pelo caminho.

View this post on Instagram

Nuestro destino nunca es un lugar, sino una nueva forma de ver las cosas.✨ Henry Miller. . . . #riodejaneiro #brasil #peru #igers #igersperu #liketime #likeforlikes #likelike #like4likes #likeforfollow #likeforlikeback #photography #picoftheday #photooftheday #picture #followforfollowback #travelgram #travelphotography #pedradotelegrafo #instagood #2019 #trip

A post shared by Diego DelCastilloMonroe (@diegodelcastillomonroe) on

— — —

4 – Cânion Fjaðrárgljúfur, Islândia

Quando Justin Bieber filmou seu videoclipe “I’ll Show You” em 2015 no cânion Fjaðrárgljúfur, na Islândia, ele não imaginava que isso levaria multidões até o local, que já era relativamente conhecido. A divulgação meio que involuntária fez com que os visitantes do local aumentassem 80% nos últimos anos, uma quantidade incontrolável no fluxo de pedestres.

Problemas e consequências: o grande fluxo de turistas fez com que a vegetação fosse severamente danificada, e por isso, as trilhas naturais desapareceram. O local precisou ser fechado na última primavera e apesar da promessa de reabrir duas semanas depois, ainda continua fechado para turistas.

View this post on Instagram

Received many tourists‘ blessings.💎 #FjadrargljufurCanyon #Fjadrargljufur #icelandelopment #destinationwedding #elopmentphotographer #preweddingphoto #icelandprewedding #overseaprewedding #elopment #iceland #traveliceland #iceland_photography #icelandadventure #wheniniceland #discovericeland #southiceland #exploreiceland #冰島婚紗

A post shared by @ wiccaliu on

— — —

5 – The Sunflower Fields, Ontário, Canadá

Quando um pequeno campo de girassol resolve abrir suas portas para visitação, o resultado é um ataque de 7.000 visitantes que procuram a foto perfeita para o Instagram.  A fazenda ficou aberta por apenas 8 dias e isso foi suficiente para perceberem que fizeram uma péssima escolha. Somos agricultores”, disse o fazendeiro ao New York Times. “Nós não queremos ser famosos.”

Problemas e consequências: a falta de bom senso, o exagero, e até um certo desespero para ter as melhores fotos fez com que algo que era apenas para ser apreciado, se tornasse um inferno. No fim, visitantes com boas intenções foram banidos por culpa dos instagramers.

View this post on Instagram

Choose to shine 🌻 Dress by @forever21 #Ontario #ontariosunflowerfields #Sunflowerfarm #sunflowers #farm #effyourbeautystandards #honormycurves

A post shared by TiffanyZombz☣ (@tiffanyzombz) on

— — —

6 – Sources de l’Huveaune, Nans-les-Pins, França

Exemplo de um lugar que passou a receber multidões depois de um post no Facebook – compartilhado por um perfil sem qualquer tipo de responsabilidade. O lugar encantador faz parte de uma área de proteção ambiental e não tem infraestrutura para receber turistas, tanto que banhar-se nas águas cristalinas de suas “bacias” foi interditada.

Problemas e consequências: turistas começaram a estacionar em qualquer lugar, dentro do parque regional, removeram barreiras, deixaram lixo e danificaram a natureza.

View this post on Instagram

#crystalriver #sourcesdelhuveaune #huveaune #nanslespins #provence #provenceverte #provencealpescotedazur #regionsud #paca_focus_on #reservebiologique⁣⠀⠀ #hiking #discovering #neverstopexploring #exploremore #wanderlust #nature #naturelovers #naturephotography #wild #rando #southoffrance #provencetourisme #tourismefrance #tourismeprovence #igersprovence #massifdelasaintebaume #huveane #var #igersmarseille #igersfrance⁣

A post shared by @ wilfried1_ on

— — —

7 – Horseshoe bend, Arizona, EUA

Horseshoe Bend costumava ser um local mais isolado a poucos quilômetros do Grand Canyon National Park. Agora, está transbordando de pessoas com seus smarthphones, e em número bem maior do que atração natural pode suportar. Este ano, espera-se que mais de 2 milhões de pessoas façam a caminhada até o topo do desfiladeiro para ver as imagens que podem ser capturadas na câmera.

Problemas e consequências: a direção do parque teve que instalar nova infra-estrutura. Desde novos estacionamentos, corrimãos, latas de lixo, banheiros…Mas não é só esse o problema. Agora as pessoas reclamam que o que antes era uma experiência solitária e cuidadosa, hoje é só mais um lugar extremamente turístico.

View this post on Instagram

Nostalgia 💫 El viaje a la Costa Oeste de Estados Unidos fue una decisión de último minuto ⏳ Albert es muy fan de la NBA y quería ver un partido en directo de su equipo, los Utah Jazz 🏀 Llevábamos tiempo mirando de ir y encontramos billetes de avión a Los Ángeles ridículamente baratos con solo 10 días de antelación porque Level empezaba esa nueva ruta ✈️ Así que organizamos un road trip express de 5 días alrededor de Salt Lake City y acabó siendo una de las mejores experiencias de nuestra vida 🥰⁣ Disfrutamos como niños 🥳⁣ ⁣ ¿Alguna vez te has ido de viaje de última hora? ⚡️⁣⁣ ⁣⁣ -⁣⁣ ⁣⁣ We had no idea we were creating memories, we thought we were just having fun ✨ The trip to USA West Coast was a last minute decision ⏱ Albert is a huge fan of Utah Jazz and he wanted to watch a live game so bad 🏀 We found ridiculously cheap plane tickets from Barcelona to Los Angeles just 10 days before departing ✈️ So we organized a quick road trip around Salt Lake City and it ended up being one of the best experiences of our lives ☺️ ⁣⁣ ⁣⁣ Have you ever found a last minute travel deal? 🛫 ⁣⁣ ⁣⁣ #travel #travelcouple #travelcouples #travelblogger #travelustcouple #creativetravelcouples #photooftheday #love #travelphotography #travelgram #instatravel #globetrotter #iamtb #viajar #viajeros #couplephotography #couplegoals #mrwonderfulcities #usa #estadosunidos #westcoast #horseshoebend #arizona #visitarizona #nature #roadtrip

A post shared by LOS TRAVELEROS ✈ TRAVEL COUPLE (@lostraveleros) on

— — —

8 – Pig Beach, Ilha de Big Major Cay, Bahamas

Uma das principais razões pelas quais os turistas visitam Big Major Cay, nas Bahamas, é porque a ilha abriga uma colônia de porcos selvagens – porcos selvagens que passam boa parte do seu tempo nadando. É possível se divertir na água com eles e é bem comum as pessoas voltarem das Bahamas com este tipo de “souvenir.

Problemas e consequências: no ano passado, vários dos porcos foram encontrados mortos e, quando os veterinários foram à ilha para investigar, encontraram areia nos estômagos dos porcos. Isto é provavelmente resultado de turistas deixando comida na praia para os animais comerem. Um dos donos de porcos da ilha disse à National Geographic que viu visitantes dando cerveja e rum a porcos .

View this post on Instagram

When you think about the Bahamas the famous Pig Beach is probably the first thing which will come to your mind, right? 🐷 • But how did the pigs get to the Beach? The island they are living on is uninhabited and the pigs are not native to the island. Some say they were left by a group of sailors, who planned to come back and cook them. Or that the pigs swam over from a shipwreck nearby. • Wherever they came from, there are now about 20 pigs and piglets on Pig Beach which are definitely living the good life 🏝🐖 • 📸 @aggie

A post shared by First Class & More (@firstclassandmore) on

— — —

9 – Hallerbos, Halle, Bélgica

Eu já falei dessa floresta mágica lá no meu Receita de Viagem: o bosque encantador ganha ares surreais na primavera, por conta do tapete azul de jacintos. Cerca de 100 mil pessoas visitam esta floresta todos os anos, e a infraestrutura é uma das melhores que eu conheço para atrações naturais.

Problemas e consequências: apesar de todos os apelos, os visitantes insistem em adentrar entre as flores em busca da foto perfeita. Este ano, até mesmo perfis oficiais de turismo da Bélgica publicaram fotos onde era visível esse tipo de “infração”. Mas os jacintos não nascem novamente, e a quantidade de flores tem diminuído a cada ano.

View this post on Instagram

The trees are gathering in reciting poems to their beauty Their fragrance gave me wings to dream Their blue color makes my soul sing like a bird #WHPgoingplaces #hallerbosforest The place where I was staying (photo 2) was once full of bluebells. The #bluebells in the Hallerbos forest are wild and stepping on the place where they are growing will harm their growing back the following year. So, keep this in mind if you visit this magical forest, this ways we can all keep on enjoying its beauty 🙏 🥰

A post shared by Oana (@_walkcatwalk_) on

— — —

Falta de criatividade

Outra coisa que chama atenção nesse tipo de atitude diante de lugares instagramáveis, é a falta de criatividade. Esse fenômeno de uniformidade de conteúdo é denunciado pela conta @insta_repeat que expõe fotos de viagens tiradas no mesmo local, com o mesmo ângulo, a mesma proporção, a mesma pose. Boring

View this post on Instagram

Feet in front of Horseshoe Bend 🍁

A post shared by Insta Repeat (@insta_repeat) on

Lembre-se sempre que o Instagram não deve ser o seu único “guia turístico” da sua vida, nem o único motivo para visitar qualquer lugar. Aproveite o seu tempo e descubra lugares autênticos que não são necessariamente instagramáveis. Curta o destino ao invés de preocupar-se apenas com fotos para compartilhar nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.