Crônicas, lifestyle, armário-cápsula, nerdices e vida na Bélgica.

Geral

Indispensáveis na mala de viagem para Europa – Inverno

Programando viagem para Europa em pleno inverno? Confira aqui a minha lista de indispensáveis para sobreviver as baixas temperaturas em plenas férias.

Certamente a parte mais importante de planejar uma viagem para Europa durante o inverno é fazer as malas. Antes de morar aqui (já somamos 3 anos de vida na Bélgica!), estive na Europa duas vezes e em nenhuma era inverno, mas passei por climas nada amistosos e hoje sinto que existem sim, coisas que você não pode deixar de trazer.

Por isso compartilho estas dicas daquilo que acho realmente essencial, indispensável para a sua sobrevivência em uma viagem para Europa. Não são 5 itens, mas diria que umas 5 categorias de coisa que você certamente vai sentir falta, principalmente se vier para cá no inverno. E que, vai por mim, e bem melhor já ter na mala do que sair atrás delas no destino escolhido, e perder tempo fazendo compras não programadas quando poderia estar passeando e visitando coisas novas.

Enfim, espero que este post seja útil e boa viagem!

Indispensáveis na mala de viagem para Europa – Versão Inverno

  • Bepantol, cremes hidratantes e protetor labial

Fiz questão de nomear o Bepantol pelo fato de que ele serve para vários propósitos (apesar de cada produto da linha ser indicado para partes diferentes do corpo). De uma forma geral, o Bepantol creme pode salvar sua pele dos probleminhas causados pelo frio!

Mesmo homens, que não são muito afeitos ao “besuntamento” diário, vão sentir necessidade de hidratar a pele. Que resseca, racha, machuca e o escambau, por conta da combinação frio + água aqui da Europa. E depois que o dano foi feito, para reparar, só Bepantol ou Ciclapast. Que no BR é mega caro, e por isso recomendo o outro.

De qualquer forma, hidratantes para corpo e cabelos, além de protetor labial (que você já vai desejar usar ainda no vôo), não podem faltar na sua mala. Mesmo que sua intenção seja fazer compras de dermocosméticos, até você se localizar e encontrar a farmácia mais perto, você já vai ter usado o pacote de hidratação pelo menos duas vezes (e assim evita coceiras e ardências!).

  • Acessórios de frio e como luva, cachecol, gorro, casaco com capuz ou chapéu

Normalmente estes são os primeiros acessórios a entrar na mala de viagem para o frio, mas acho que não custa reforçar. Cachecol é o elemento que vai fazer a diferença na hora das fotos, vale mais a pena trazer dois ou três de cores diferentes, ao invés de muitos casacos. O mesmo vale para gorro e chapéu!

  • Abridor de garrafa

Não pule esse item, mesmo que você não beba. Pode substituir o mesmo por algum outro acessório que seja útil para cortar queijos e pães, por exemplo. Um abridor de garrafa é indispensável em uma viagem por motivos de: aqui os vinhos são muito mais baratos que no BR, e se você for ficar em um hotel e não apartamento, certamente vai ter vontade de curtir bebidas e comidas sem precisar em a um restaurante. E vai acabar sentindo falta de um acessório para abrir garrafas.

  • Guarda-chuva

Em Budapeste, num dos poucos momentos em que a chuva deu trégua. mas ao fundo podem ver outros turistas com guarda-chuva!

Vai por mim, é raro não chover na Europa, principalmente em dias de inverno. Até porque, nem só de neve e muito frio vive o inverno na Europa, mas também muita chuva, vento e garoa. E como chuvisca! Não lembro de país que tenha visitado na Europa onde não tenha enfrentado dias molhados (independente da estação).

  • Espaço para as compras

Nem preciso dizer que é indispensável que você venha com espaço sobrando na mala de viagem para a Europa! Por mais que geralmente não e viaja com essa intenção, difícil alguém que volta para casa ileso, sem comprar nada.

E isso é importante em tempos em que o limite de bagagem permitida sem cobrança tem diminuído. Para terem uma ideia, antes a TAP (cia portuguesa responsável por grande volume de vôos entre Brasil e Europa) permitia 2 malas de até 32 kg grátis por pessoa. Há cerca de um ano (talvez menos), esse peso diminuiu, e o máximo que se pode trazer de forma gratuita é 2 malas de 23 kg. Alias, duvido você um dia passar pela Bélgica e não levar ao menos um kg de chocolate belga (ainda mais depois dessa dica aqui!).

Então, a dica final é: nunca vá para o destino com a mala completamente cheia, sempre reserve um espaço para preencher com possíveis compras!

— — —-

Sobre roupas de inverno europeu

Se você deseja saber mais sobre esse assunto, por favor indique no espaço para comentários, pois a intenção é fazer um post focado nesse assunto. Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *