Cronista da vida, das coisas e do mundo. Cultura, moda e arte.

Geral

Umidade paralela

Úmida. Não somente eu, mas o universo inteiro que nos rodeia. Paralelo, pois não é uma condição definitiva.

Mas não úmido como o mate amargo que sorvo. A alma está molhada, por infortúnuios? A vida ficou escura de repente. Parece um deboche.

Ainda bem que você está voltando para aquecer minha alma…

Nada como inverno chuvoso no sul da América, para lavar a alma.

Janina Stasiak, 30/07/2008 – 12h49

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.