Cronista da vida, das coisas e do mundo. Cultura, moda e arte.

Geral

Poemeto

“Jamais encontrei lugar

Que sentisse como meu

Nunca encontrei teto

Que me fizesse sentir protegida por inteiro

Até receber o abrigo do teu abraço”

Nina, 09/10/2006

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.