Cronista da vida, das coisas e do mundo. Cultura, moda e arte.

Geral

Férias

Neste momento, eu quero férias de mim.

Noruega - Imaginação Fértil

Canto remoto da Noruega.

Como em Walden, de Henry David Thoreau, eu quero me isolar da humanidade. Ir para uma montanha gelada na Suíça, ou perder-me na encosta de um fiorde na Noruega. Talvez alguma ilha ainda não descoberta na Polinésia Francesa. Zamzibar? Sri Lanka?

Quero me desprender de todas as preocupações menores e materialistas, como a moda, os impostos, a etiqueta social.

Quero cultivar hortaliças, tratar alguns animais domésticos…e conhecer melhor os selvagens. Aprender a somar e a dividir o ar que respiro, a água pura que eu acredito que ainda deva existir em algum lugar.

Quero ler todos os livros que puder, escrever todas as coisas que tiver coragem. Quero ouvir Led Zeppelin até o infinito e qualquer outra música que me soe sedutora ou depressiva. Tudo isso é claro, embalado pela mórbida embriaguês de bons vinhos, cervejas, whiskyes e as melhores comidas do mundo (Barni, você vem comigo?).

Pretendo com isso, enfim descansada, descobrir o ser primitivo e o bicho tranqüilo que sei estarem escondidos em mim. Descobrir a minha singularidade, e, porque não, tentar encontrar alguma resposta para todas as minhas indagações comportamentais e existencialistas.

Com isso, ao fim de tudo, quem sabe eu possa te dizer quem eu sou realmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.