Cronista da vida, das coisas e do mundo. Cultura, moda e arte.

Geral

Escatologias e notícias

A manhã até que começou bem, lendo Caio Fernando Abreu…chimas para acordar verdadeiramente, e uma quadra depois de colocar o pé na rua, começam os desvios para não pisar nos cocôs dos cachorros do nosso prédio (que tomam conta da calçada do prédio vizinho) e das macumbas que insistem em aparecer na curva da lomba (achei que eles colocavam isso nos cruzamentos, meus conhecimentos dos procedimentos das religiões afro acabaram por perder-se no limbo). Uma galinha morta não serve para impedir que a m. dos cachorros pairem nas calçadas. Vai ver são meus próprios vizinhos que fazem a macumba, visto que ninguém toma providencias para a calçada ser transitável.

Nesta mesma linha, ao ver o Arroio Dilúvio com sua habitual cor marrom fiquei a pensar quantos dias levará para ver a notícia de que o corajoso publicitário/surfista do córrego (cujo vídeo virou febre na internet semana passada, apesar de toda a destruição causada pelos temporais) contraiu uma série de doenças causadas pela m. que entra no rio todos os dias…levará mais tempo do que a gordinha do Fantástico de ontem levou para descobrir que ela tem o metabolismo funcionando normalmente, e que não adianta culpar a pouca m. pelo excesso de peso que ela carrega. Em compensação, a notícia que vai demorar a sair é a de que o Lula não vai extraditar o Battisti, fato que será anunciado através de mais um discurso de nosso ilustre presidente, onde proferirá um monte de m.

Enfim, por estas e outras ainda não sei porque consigo me irritar quando meus conterrâneos afirmam declaradamente que vivemos em um país de m.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.