Cronista da vida, das coisas e do mundo. Cultura, moda e arte.

Estilo

Diário de Estilo 14: as 7 peças básicas de Dona Karan

Coleção de peças básicas que fez história é uma boa referência para quem busca praticidade na hora de se vestir.

Se você pesquisa sobre armário-cápsula ou roupas básicas, certamente já deve ter ouvido falar da coleção “Seven easy pieces” da estilista americana Dona Karan. Criada em 1984, geralmente é usada como referência para quem quer resolver o problema de não ter o que vestir, vivendo com um guarda-roupa reduzido.

Como comentei no post Diário de Estilo 6, estou há tempos trabalhando na elaboração de um armário-cápsula de roupas básicas para o ano inteiro. E neste exato momento, me peguei em dúvida sobre o que exatamente eu quero ter nele ou não. E resolvi pesquisar mais profundamente sobre as 7 peças básicas de Dona Karan, afinal é sempre bom ter referências.

Claro que um armário-cápsula de peças básicas vai depender muito do que você gosta, do seu estilo pessoal, das suas necessidades do dia a dia. Da minha parte, compartilho o conceito e a lista por aqui, para minha própria consulta e para quem também tem interesse no assunto.

7 Peças básicas de Donna Karan

Donna Karan sempre foi uma designer pioneira. Uma mulher que desenhou para mulheres. Mulheres com pensamento moderno, com visão de futuro, confiante e autoconfiante – tendo sucesso no mundo, enquanto busca o equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional.

Respondendo e reagindo a necessidades reais – necessidades que ela conhecia porque também eram suas, Karan lançou a Seven Easy Pieces como sua primeira coleção em 1984 – e revolucionou a maneira como as mulheres se vestiam (e se vestem até hoje!). 

A coleção consistia em um body, um casaco sob medida, uma saia versátil, uma calça, um suéter de cashmere, uma jaqueta de couro e um look de noite. Com a criação da Seven Easy Pieces, as mulheres puderam elaborar combinações infinitas com essas peças de roupas fáceis de usar. Karan intuitivamente entendeu a necessidade e os desejos da mulher moderna. Desenhou coleções em que o look do dia podia ser facilmente adaptado para a noite e simplificar a vida, sem abrir mão da elegância ou da sensualidade.

— — —

9 Peças básicas que sempre tenho no guarda-roupa

A partir dessa lista, comecei a analisar meu guarda-roupa através dos tempos, pensando nas roupas que sempre tive desde que me preocupo com o que visto. As que uma vez que não me serviam mais ou que não estavam em bom estado, procurava substituir por uma igual ou similar. As que são a base do meu guarda-roupa há mais tempo do que eu imaginava.

Assim, analisando a lista das peças básicas de Donna Karan, concluí que bem ou mal, sempre tive os meus básicos. São eles:

  • Calça preta – o modelo e o tecido variaram bastante ao longo dos anos, mas uma peça do tipo sempre fez parte do meu guarda-roupa. Atualmente tem sido o modelo skinny, mas estou louca para mudar para um modelo de alfaiataria. Esta de jeans encerado é da H&M;
  • Camisa branca – já comentei por aqui que geralmente eu uso apenas dois tipos de blusa: camisa ou camiseta. E camisa branca é algo que uso desde sempre, tão fácil de combinar com tudo. Para levantar o look, só caprichar nos acessórios. Costumo ter uma de tecido mais grosso para o inverno (esta da foto é da Zara) e uma de tecido fino para o verão;
  • Jaqueta de couro – outro básico que sempre tenho no meu guarda-roupa, há pelo menos 20 anos! A cor já variou bastante, mas nada como as opções de cor neutra e modelo clássico perfecto. A minha clássica atualmente é esta verde oliva da Mango;
  • Vestido – um clássico que pode variar muito na modelagem, e que sempre tive um preto para ocasiões onde precisava estar mais arrumada. Como estes eventos foram se tornando cada vez mais raros, deixei de lado os modelos em cetim ou similares, e investi em um vestido estilo camisa (da Zalando) que pode ser usado com bota ou saia – e quem tem muito mais a ver com meu estilo e necessidades atuais;
  • Blazer – apesar de estar vivendo um período em que uso muito mais jaquetas, sempre usei muito blazer, pois acho que confere um ar mais profissional. Geralmente tinha um preto que resolvia meus problemas, atualmente gosto muito de considerar este cinza listrado (da H&M) como uma peça básica, pois os modelos em preto que tenho atualmente não são nada básicos;
  • Camiseta preta – prova de que sou rebelde por essência, camiseta para mim sempre foi sinônimo de blusa. Tem até um post contando a história dessa peça básica aqui. Mas vamos combinar que não tem base melhor para um casaco incrível do que uma camiseta básica;
  • Suéter preto – quando a temperatura cai, não tem nada mais prático do que um suéter preto, que completa qualquer look. Mais uma vez, uma boa base para quem gosta de um pouco mais de cor nas outras peças. Aqui também vale contar o cardigã como opção, uma vez que a peça é muito versátil e é uma das tendências do momento;
  • Body – de todas as Seven Easy Pieces de Donna Karan, foi a que mais me surpreendeu (ao descobrir sua versatilidade, uma vez que a designer colocou a peça na coleção por usar para a prática de yoga), pois percebi que desde a minha adolescência, sempre tive body para usar como blusa. O mais icônico e que infelizmente não tenho foto, foi um branco feito de um tecido canelado – e que vestia muito bem em qualquer estação;
  • Bota preta – completei meus básicos com um calçado, até porque ninguém vive descalço. Brincadeira à parte, eu posso ficar sem tênis, mas não vivo sem botas. Os modelos chelsea sempre foram meus favoritos no quesito conforto, e atualmente estas duas abaixo (ambas da Zara) são os meus xodós.

Agora me conta: quais são as suas peças básicas? Quais são as roupas que você sempre faz questão de ter no seu guarda-roupa? Comenta aí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.