Crônicas, lifestyle, armário-cápsula, nerdices e vida na Bélgica.

Geral

Causa Mortis

Agonizou por tanto tempo que já nem sentia mais dor. Quando caminhou em direção à morte , trazia nas mãos um punhado de fracassos e um coração torto, retorcido por tanto sofrimento.

A causa mortis provavelmente será definida como e com incompreensão: tudo o que falava dissipava-se facilmente no ar e na mente dos outros. As palavras deixavam de existir no exato instante que as proferia.

Ao final de tudo, não mais falava, só escrevia, embora estivesse cansada de rabiscar poemas em folhas ao leo. Morreu repetindo tristes frases de amor, que sabia, estavam sendo sussurradas em vão.

 

24/07/2010 – sob versos que criei há tanto tempo que já nem lembro mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.