Cronista da vida, das coisas e do mundo. Cultura, moda e arte.

Geral

Cara de melancolia

Tem vezes que o dia rouba a cara da gente para exibir por aí…

Tomara esta melancolia seja apenas o fato de ter dormido pouco – sem o teu abraço ouso dizer que não durmo, faço de conta – e quando acordar amanhã, tenha um lindo dia de sol na minha janela, tão alegre quanto um sorriso a rasgar minha boca. levemente, é verdade, que não sou dada a tantos arroubos quando não te tenho por perto. Talvez porque não tenha me querido dividir com ninguém além de você…

Tomara amanhã seja um dia muito melhor do que hoje, e este que ainda está por terminar, perca-se na minha memória para nunca mais.

Janina, 14/05/2007, às 17h16, ao som de Benni the Jets, cantada brilhante e melancolicamente por Nei Lisboa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.