Cronista da vida, das coisas e do mundo. Cultura, moda e arte.

Geral

A verdade é que…

Eu não entendo porque sinto determinadas coisas. Não estou ficando louca, apenas não me compreendendo mais. Porque eu reajo de forma estranha quando recebo um elogio por exemplo (tá, eu sei que isso é bobagem, mas eu sinto, que posso fazer?!).

É muito estranho. Acho que é mais ou menos o que o meu namorado define sobre elogios a ele mesmo: eu acho que faço as coisas bem feitas, mas não aceito que os outros também achem isso.

Não sei porque, e isso é triste, mas eu prefiro um olhar sincero do que palavras. Acho que as palavras perderam sentido para mim quando eu era uma criança tímida, que gostava de ficar em casa brincando sozinha enquanto toda a família saía para passear.

A verdade é que não me entendo, e isso dói às vezes. A verdade é que eu queria me entender e me aceitar para entender e aceitar os outros. A verdade é que eu e muitos dos que me rodeiam vão viver décadas sem amadurecer. A verdade, é que eu tenho cíumes do que eu considero meu, e tenho vontade de sair correndo agarrada a isso, quando alguém diz qualquer coisa do tipo: “Seu trabalho ficou muito bom fulana!”. A verdade é que eu…ah, deixa prá lá, eu devo estar ficando louca mesmo.

Nina, 22/11/2006

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.