Cronista da vida, das coisas e do mundo. Cultura, moda e arte.

Geral

2º Seminário de Alternativas Econômicas em Agropecuária apresentou cenário positivo para produção de outras culturas

Cultivo de produtos como cana-de-açúcar, canola, girassol, colza, mamona, linhaça, soja e mandioca para biocombustíveis pode ser alternativa eficiente para fortalecer a agricultura gaúcha. 

Durante todo o dia 4 de agosto, última sexta-feira, autoridades, representantes de entidades e produtores de Giruá e região estiveram reunidos no CTG Querência Crioula para assistir às palestras e demonstrações do 2º Seminário Municipal de Alternativas Econômicas em Agropecuária com o tema “Agroenergia”.

Após a mensagem religiosa do Pr. Ademar Giese e do Pe. Edegar Matos, o Presidente da Câmara de Vereadores de Giruá saudou os presentes, em nome de todas as entidades organizadoras do evento. Pronunciou-se também o Prefeito de Giruá Dari Taborda que declarou a abertura do Seminário.

Em seguida, palestrou o Eng. Agrônomo e Dr. em Fitotecnia da FEPAGRO, Nídio Barni, sob o título “Biocombustíveis: pesquisas no RS”, onde explicou sobre o Projeto Estruturante de Agroenergia do Governo do Estado, sobre as áreas de pesquisa que envolvem o projeto e sobre as espécies para produzir álcool e óleo. Segundo Nídio, é preciso planejar com seriedade para que a proposta de produção de biodiesel no estado não resulte em mais uma frustração.

A segunda palestra da manhã foi com o Coordenador do Programa de Bioenergia da Emater/RS, com o tema “Bioenergia: cenário de oportunidades”, que discorreu sobre os objetivos do projeto de produção agrícola para biocombustíveis, além do cenário para a produção de biodiesel no estado, considerando o fato de que várias empresas gaúchas efetivaram contratos de venda para a Petrobrás, e, por conseguinte, necessitaram de matéria prima agrícola.

Após almoço de confraternização, os presentes participaram de palestra com o produtor rural e Presidente do Sindicato Rural de Giruá, Luiz Fernando Fucks, sobre a visita que a comitiva giruaense fez, nesta semana, a uma usina canavieira no Paraná. Esta iniciativa visa incentivar o cultivo de cana-de-açúcar no município e região, como forma de modificar em parte a base da matriz produtiva de Giruá, que é de produção de soja. Para finalizar as atividades do dia, o produtor rural Leomar Gonzatto fez uma demonstração prática do funcionamento de uma máquina para fazer extração de óleos vegetais.

Os trabalhos foram coordenados pelo chefe da Emater de Giruá, Eng. Agrônomo Cláudio Reis. Fizeram parte da mesa oficial, além do Prefeito e Presidente da Câmara já citados, Presidente da ACIGI Ernani Lausmann, Marli Bolanho representando o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Juarez Londero representando o Sindicato Rural, Secretário de Agricultura Airton Beutinger, Pr. Ademar Giese, Pe. Edegar Matos, Luiz Carlos Kuyven da Bom Gosto, Marcelo Bender da Cotrirosa e os palestrantes da manhã. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.