Crônicas, lifestyle, armário-cápsula, nerdices e vida na Bélgica.

Geral

Viver na Bélgica

Na praça central de Bruxelas, em novembro de 2013.

Há muito tempo que esperávamos por isso: uma oportunidade para viver fora do Brasil. E cá estamos, já tem pouco mais de uma semana, morando em Bruxelas, a bela capital da Bélgica e sede da União Europeia.

O primeiro êxtase veio com o frio que geralmente faz aqui, uma vez que em Porto Alegre, no sul do Brasil onde morávamos, estava fazendo no mês de novembro uma média de 35 graus durante o dia. Insuportável, eu diria. Faltava ânimo para fazer qualquer coisa. Definitivamente, não nasci para o clima tropical. Meu corpo sofre!

Vários são os motivos de descontentamento em relação ao Brasil. A decadência econômica e política, bem como a falta de educação – isso não é regra, que fique bem claro! – das pessoas estão entre os principais. O que posso dizer é que jamais conseguirei me adaptar à política do “vou fazer isso pq é bom para mim e os outros que se f.” Sei que não é exclusividade do Brasil, mas as atitudes decorrentes desse tipo de pensamento em nossa terra natal já nos eram insuportáveis.

Não que tivéssemos mirado na viver na Bélgica ou na Europa especificamente (apesar de sermos grandes apreciadores de suas cervejas!); o que podemos dizer é que a Bélgica nos escolheu. E ficamos muito contentes que isso. Nos poucos dias em que tivemos para organizar nossa mudança, a pergunta que mais recebi foi se não tinha medo.

Aproveito aqui para responder que sim, claro que tenho medo. Mas como para qualquer grande mudança na nossa vida, não se pode pensar muito. Se pensamos demais sobre o desconhecido, se tememos demais as coisas ruins que podem acontecer, não vivemos e deixamos de aproveitar todas as coisas boas que sempre podem surgir. Então penso que se a opção é pensar demais e não fazer nada, é melhor se enterrar vivo em um canto qualquer e escondido do mundo.

E vamos combinar, a Bélgica é um país lindo, em todos os sentidos. Nada mais divertido que circular pelas ruas de Bruxelas e reconhecer os mais variados idiomas que circulam por aqui todos os dias. Já ouvi pessoas falando italiano, espanhol, português…além dos idiomas oficiais da cidade, o holandês e o francês. As ruas da cidade cheiram a waffle quentinho! Tem modernidade, mas também tem muita história

Nada mais justo para encerrar essa breve e primeira reflexão do que com um brinde (com cerveja!) aos que se arriscam e não tem medo!

12 thoughts on “Viver na Bélgica
  • […] faz um ano que desembarcamos, de mala e cuida, para viver na Bélgica. Quando visitamos o país em 2013, nem por um segundo […]

  • Fefa disse:

    Estou aqui há dois meses e meio já, e parece que não vou me adaptar nunca. Não sei Pq mas criei uma barreira com a vida aqui, com as pessoas, com a cultura… A falta que sinto do Brasil (Curitiba) é enorme. Espero que isso seja só nos primeiros meses e que eu possa admirar o país e a cultura do país que me acolheu.

    • Olá Fernanda!

      Sei que não é fácil deixar nosso país, também sinto uma falta enorme de muitas coisas e pessoas que tinha lá.
      Mas para não sofrer tanto, acho válido compartilhar que é importante tentar conhecer mais os belgas, eu tenho ao máximo viver seu estilo de vida, saber da sua história. Claro que como todo país tem seus defeitos, mas assim como muitos outros, é um povo de história e foça admiráveis!
      Comento sobre isso no meu outro blog, o http://www.receitadeviagem.com.br – se quiser me acompanhar por lá, vou amar também!
      E no que puder, ajudar, pode contar comigo!
      Beijos e espero que tudo fique bem e logo!

  • Wanderson disse:

    Boa tarde Janaina! Morei um bruxelas em 2008, e voltei em 2009, e estou me formando em Eng. Civil agora em setembro. Gostaria de saber como funciona o sistema de equivalencia de curso, pois estou querendo retornar a Belgica dem 2018.

  • Wanderson disse:

    Desculpa! Janina!

  • Camilla disse:

    Ola Janayna, tudo bem? Confesso que seu blog me acalmou um pouco. Fui transferida para a Belgica a trabalho e ja estou surtando com essa coisa do clima e da chuva. Nao curto muito frio, molhado entao, nem se fala.rss
    Sou de SP…vc acha que sentiria muito?! Como sao os belgas? Eles sao abertos? Outra coisa, comida, bebida, balada (hehehe), sao caros?
    Meu email é camilla.terena@hotmail.com
    Vou adorar se pudermos trocar figurinhas pois estou meio que surtando por aqui…kkkkk

  • Lívia Melo disse:

    Oi Janina, tudo bem?

    Me mudo para Bruxelas no día 10/09, meu marido foi transferido e ja está la ( ê saudades hahaha).
    Voce poderia, por favor, me dar algumas dicas de bairros interessantes para morarmos? Ele atualmente está morando pela empresa no Up Site, um prédio bem alto próximo ao canal, o trabalho dele fica em frente.
    você recomendaria esta região? Pensamos até em alugar neste prédio mesmo, mas gostaríamos de algo mais próximo de super, farmácias, bares, restaurantes, algo que fosse possível ir a pé, e também que fosse próximo do trabalho dele.
    Muito obrigada pela sua ajuda!!!
    Quem sabe não nos vemos em Bruxelas 🙂

    Um beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.