Crônicas, lifestyle, armário-cápsula, nerdices e vida na Bélgica.

Geral

Sessão de Quinta: Bélgica, primeiras impressões

Post sobre as primeiras impressões que tive da Bélgica, quando chegamos há um ano atrás.

IMG_20141205_132108

Região ao norte do centro de Bruxelas, caracterizada pela grande quantidade de prédios modernos.

Pode parecer estranho tocar nesse assunto agora, mas é bem relevante esse paralelo que pretendo fazer com as impressões que tive da Bélgica. Nossa visão sobre as coisas geralmente muda com o tempo e este caso não é exceção. E como mudou! Veja o que ponderamos, assim que chegamos aqui.

Primeiras impressões

Em muitas coisas, Bruxelas me lembrou Porto Alegre, logo de cara. Chegamos em um dia frio e boa parte de nosso primeiro mês na cidade foi em uma região com muitos prédios modernos, que em nada lembram o centro medieval da cidade.

Tudo parecia um tanto longe e mal cuidado. Assim como na capital do RS, muitas pichações (conheça algumas das mais hilárias pichações de Porto Alegre neste post aqui) e uma certa falta de capricho com os prédios históricos e monumentos.

Mas o que mais chama atenção de quem estaciona por Bruxelas – e a Bélgica como um todo! é o multiculturalismo. Já sabia que por ser sede da União Europeia e de mais de uma centena de organizações internacionais e órgãos de imprensa, era inevitável que deparasse com muitas pessoas de todas as origens. Mas mesmo assim, chama a atenção a grande quantidade de idiomas que se pode ouvir em segundos circulando por ruas bem movimentadas da cidade, como a Rue Neuve. Que não é uma rua turística, mas o principal centro de compras da capital.

Rue Neuve

Rue Neuve, principal centro de compras de Bruxelas. Dezembro de 2014.

Outros aspectos:

  • A quantidade de imigrantes e descendentes de àrabes também causa um certo estranhamento em um primeiro momento, uma vez que se vem de uma cidade onde não é comum ver mulheres usando Niqab.
  • Na parte central também é grande o número de moradores de rua e pedintes. Alguns com cachorros e até coelhos!
  • A cidade se revelou logo no início como bem movimentada e com muitas opções de lazer. Tantos restaurantes e bares que era difícil escolher!

Mas certamente, chegar e ter o Mercado de Natal acontecendo no centro da cidade, foi uma das coisas que mais nos agradou. Ver a cidade lotada de turistas, mesmo com frio e chuva, além da decoração de Natal, foi algo que nos deixou encantados.

2014-12-11_18-08-31_68

Atomium decorado para o Natal.

  • Bruxelas também nos pareceu uma cidade cara logo no início (em alguns aspectos) e os primeiros meses foram de observação para identificar nosso poder de compra.
  • Alguns de nossos hábitos mudaram de imediato, como o uso de transporte público, devolver as garrafas no supermercado, aquisição de carrinho de feira e adaptação para dieta priorizando produtos locais.
  • Na comunicação com as pessoas em geral, usamos inglês.
  • Quanto ao clima, apesar do frio dos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, sempre podia contar com um pouco de sol durante o período da manhã.
IMG_20141206_114232

Manhã de sol durante o inverno em Bruxelas.

—————————

Mas e você, conhece a cidade? Que impressões tem dela? Deixe sua opinião no espaço para comentários abaixo ou no Facebook do blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.