Crônicas, lifestyle, armário-cápsula, nerdices e vida na Bélgica.

Estilo, Geral, Mundo Web

Investir em roupas usadas é tendência de consumo

Confira pequeno guia para garimpar roupas usadas com sucesso!

Roupas usadas herdadas ou adquiridas em brechós que fazem parte do meu guarda-roupa atualmente.

Muito além de roupas usadas, o consumo de objetos de segunda-mão tem aumentado potencialmente em todo o mundo. Levados pela moda que sempre traz para as passarelas elementos característicos de décadas anteriores, o consumo sustentável é um dos motivos pelos quais as pessoas tem adquirido coisas usadas.

Comprar menos e com mais qualidade geralmente também é um dos objetivos a serem alcançados por pessoas que como eu, aderem ao armário-cápsula. Renovar o guarda-roupa a cada estação tem se tornado cada vez mais difícil e optar por roupas usadas muitas vezes significa comprar algo de qualidade, mas por bem menos. A cada dia, novas opções de brechó virtual surgem no mercado e se você gosta de peças vintage, garimpar é a solução.

Uma prova de que essa tendência independe de condição social é a atriz Anne Hathaway.  Recentemente ela participou de um programa de televisão nos EUA com um vestido de $15 comprado em um mercado de pulgas (os brechós e feiras de usados à céu aberto, comuns em praças da Europa e dos EUA). Ela afirmou que sempre que possível, faz escolhas sustentáveis e comprar roupas usadas é a melhor forma para isso. Ser sustentável e comprar roupas usadas definitivamente, está na moda.

Anne Hathaway e seu vestido de $ 15, adquirido em um mercado de roupas usadas.

Para quem ainda não tem o hábito de garimpar roupas usadas online ou em brechós físicos mas quer começar, segue um pequeno guia para comprar com sucesso. Ao final do post, uma lista com diversas lojas virtuais, para garimpar sem sair de casa.

Guia para garimpar roupas usadas em brechó

1 – Não tenha pressa

As peças são soltas, no máximo divididas por cor, categoria ou balaios de promoção. É preciso ter tempo para olhar o máximo de artigos possíveis para encontrar algo que, além de ser interessante para você, seja do seu número. Se tiver uma amiga com bom olho para garimpar leve ela com você!

2 – Defina um orçamento

Muitas vezes, na empolgação e por achar barato, acabamos comprando e gastando além do necessário. Isso é importante, pois pode acontecer de você em uma ronda em brechós para comprar uma bolsa por um valor máximo x, acabar gastando o valor pretendido em outras peças que pode ser que nem precisava tanto assim. Planejar o quanto deseja gastar é sempre muito importante.

3 – Verifique as peças escolhidas com atenção

As roupas usadas estão sendo revendidas por motivos diferentes, mas é preciso estar atento se isso, de alguma forma, não inviabiliza seu uso. Pequenos defeitos e fáceis de serem consertados são aceitáveis (como um forro descosturando, por exemplo). Mas corte torto, costuras mal feitas…antes de levar, sempre verifique se o conserto vale o investimento.

Saia de couro adquirida em brechó, que precisou de reparo no forro.

4 – Não compre apenas porque está barato

Comprar por impulso, isso é o que o consumo consciente tenta combater! Não compre se é apenas por estar barato, compre apenas aquilo que sabe que vai usar. Do contrário, será só mais uma peça de roupa a lotar seu armário. E isso vale para qualquer compra, independente de ser usado ou novo.

5 – Tenha foco

Essa dica vale para compras de qualquer tipo (lojas físicas, brechó virtual, brechó de luxo…) de compra. Procure por peças que você está querendo especificamente. Se encontrar alguma outra coisa que complemente seu guarda-roupa, tudo bem, mas é bom já ter em mente o que procura para não perder tempo olhando coisas de que não precisa.

6 – Calçados e acessórios fora da estação

Calçados, roupas, e acessórios ficam muito mais baratos depois que não forem mais novidade! Isso é uma regra do mercado e que precisa ser considerada quando se pensa em comprar artigos de luxo, a.k.a bolsas. Se você ficou desejando um modelo grifado e por motivos de o preço original não era compatível com o seu orçamento, buscar o mesmo item usado é a melhor opção. Se você tiver paciência para garimpar, pode encontrar peças quase zeradas, por um preço bem mais em conta.

7 – Não seja preconceituoso

Muitas pessoas tem a ideia de que em uma loja de roupas usadas, tudo é velho e antiquado (talvez até mal cuidado). Mas é preciso saber que isso não é regra e que existem muitos brechós que fazem um trabalho excelente de curadoria, organização e limpeza das peças que vende. Por isso, antes de torcer o nariz para a ideia, tente pensar nas peças usadas como se fosse algo que você “adquirisse” do guarda-roupa da sua mãe, irmã, amiga, namorado, marido…

Eu sempre amei ganhar roupas, mesmo que usadas, e algumas viveram/vivem comigo por muito tempo como verdadeiros xodós – é o caso desse vestido rosa pink que herdei da minha sogra, uma das mulheres mais elegantes que conheço por sinal. Fiquei muito feliz quando ganhei ele dela, precisou de pequenos ajustes para se tornar um modelo atemporal. Como disse, as roupas tem história e este ela usou em uma noite em que foi eleita a mais bem vestida da festa.

Vestido que herdei da sogra!

Vantagens de comprar roupas usadas (acessórios e calçados também entram na lista!):

  • Gastar menos – não somente porque algo que não é novo (obviamente fica desvalorizado) é mais barato, mas também porque você pode comprar por menos alguma coisa que é out of the season, e que desejou muito;
  • Encontrar tesouros – brechós revelam verdadeiras surpresas! São roupas, calçados e acessórios cheios de história. São a forma mais barata de se vestir de forma exclusiva;
  • Personalização – se você gosta de costurar peças, comprar em brechó é um ótimo exercício para a sua criatividade! Sem contar que pode gastar bem menos para desfilar com a peça do momento. Quer ver? Segue um exemplo:

A modelo brasileira Alessandra Ambrósio vestindo a saia do momento…

…que você pode comprar por R$ 109,90 na Zattini, ou fazer a partir de uma calça jeans usada com este tutorial.

— — —

Dicas de brechó online para comprar roupas usadas e acessórios

A maioria das lojas virtuais indicadas abaixo, além de vender, também compram suas peças usadas. São a melhor opção para quem quer comprar ou vender bolsas de marca. Por isso, mantenha essa lista em mãos e divirta-se garimpando!

Enjoei – o site brasileiro é uma referência para compra e venda de artigos usados e ficou bem conhecido por conta de sua estratégia de marketing divertida.

Repassa – roupas usadas online, das mais simples até as de grifes conhecidas.

Camélia Vintage – brechó criado em 2013, especializado em roupas vintage.

Trocaria – outra plataforma online para quem quer vender ou comprar roupas usadas, além de acessórios e calçados.

Peguei Bode – brechó online do Brasil, especializado em artigos de luxo de segunda-mão.

Etiqueta Única – o brechó de luxo vende via internet para todo o brasil.

Recicla Luxo – outro brechó online brasileiro, especializado em artigos de luxo.

Reuse Brechó – mais do que um brechó, o Reuse é um trabalho de curadoria que busca incentivar o consumo consciente e sustentável, através da prática de reuso.

Madame Recicla – este brechó de luxo brasileiro também vende artigos novos, com destaque para as bolsas de marca.

Trash Chic Virtual – brechó online brazuca, para quem procura por roupas usadas, calçados, bolsas e acessórios de grifes internacionais.

Ebay – plataforma virtual conhecida no mundo todo, onde é preciso saber garimpar and negociar.

Vestiaire Collective – brechó online francês, vende artigos de luxo com certificado de autenticidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *