Crônicas, lifestyle, armário-cápsula, nerdices e vida na Bélgica.

Geral

Reformando o passado

Ao contrário do que muitos afirmam, se eu pudesse voltar no tempo, faria tudo diferente. Não repetiria meus atos, exigiria apenas já ter o conhecimento sobre a vida que me rege agora. Isso deixa óbvio que me arrependo de muitas coisas que fiz no passado, ou, para ser bem sincera, me arrependo um pouco sobre como fiz cada coisa em minha vida.

Só não mudaria o que aconteceu nos últimos seis anos, estes sim já vividos com mais maturidade. Mas atualmente estou revoltada comigo mesma, sei que fui covarde e omissa com minha vida e com o que fiz dela. Um exemplo? Eu deveria ter estudado mais, muito mais.

Só se aprende errando? Creio que não, ser um bom observador do mundo já ajuda em muito para que não pisemos em falso, pelo menos não todos os dias.

Mas ao que se deve esta reflexão de agora? Ao retorno. Sim, tudo o que fazemos tem um reflexo lá na frente, que muitos chamam de consequência. Mas é difícil saber em quê cada ação nossa vai resultar. Lembro que em um determinado período de minha vida, quando me sentia realmente perdida, sem saber o que fazer ou pensar, eu abria um livro em uma página aleatória. Buscava uma resposta naquele que eu sempre soube ser o meu caminho (e fim?!), o meu destino e a minha vida. Abri o livro Ilusões, do americano Richard Bach e li esta frase:

“Todas as pessoas, todos os acontecimentos da tua vida estão lá
Porque tu os levaste para lá.
O que decidires fazer com eles depende unicamente de ti.”

Por mais óbvia que essa frase possa parecer, serve para que que consiga reorganizar meus pensamentos e definir o que devo fazer, porque infelizmente ainda não existe máquina que nos leve de volta ao passado, para desfazermos certas burrices.

Quer ler o livro? Desliga o fato de que muitos consideram de auto-ajuda e lê, é bom. Conta a história de um piloto de passeio que estava em busca de um Messias quando o encontrou por acaso. Faz com que você reflita sobre a sua vida e pense mais antes de agir. Você encontra na Livraria Cultura e na Livraria Saraiva.  Depois conta (ou xinga) aqui, dizendo se gostou ou não.

Segue imagem da capa antiga da publicação, com certeza você já viu em algum lugar:

 

One thought on “Reformando o passado
  • CLEYTON CASTELLANOS disse:

    Concordo plenamente contigo!!! Seria muito bom se soubéssemos de tudo isso antes mas por falta de conhecimento erramos. Eu acredito que nunca é tarde demais para começar a corrigir algumas coisas e todas essas experiências que tivemos podemos ajudar á outras pessoas e até mesmos nossos filhos. E pode ter certeza que você já está contribuindo para essa mudança. Abraços!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.