Crônicas, lifestyle, armário-cápsula, nerdices e vida na Bélgica.

Livros, Música

Em poucas palavras – Budapeste, de Chico Buarque

Em poucas palavras, apresento o livro Budapeste, quarto do escritor e compositor Chico Buarque.

Este livro conta a história de um homem que se apaixonou por uma língua. Mas não uma língua qualquer, e sim a de um país de cultura completamente diferente do seu. Ocorre que José Costa estava de certa forma perdido em seu caminho quando deparou-se com aquele idioma ao mesmo tempo tão estranho e envolvente. Talvez por ser tão diferente de sua língua pátria é que tenha tido tanto apreço por desvendar e dominar o húngaro.

Este romance, bem poderia ser objeto de estudo linguístico. O mérito de Chico está, em dar a ficção grande senso de realidade, a ponto de já não conseguirmos diferenciar a ficção dentro da ficção. Esta confusão toma conta do drama do personagem principal, um Ghost-Writer que tem verdadeiro fascínio pela própria obra.

O autor consegue envolver o leitor neste livro pela persistência, pois novos elementos surgem e queremos conhecer o final. É uma excelente opção para quem está de férias e quer viajar por terras distantes, conhecendo literariamente uma capital do Leste Europeu.

Capa do livro Budapeste, em freve e verso.

 

One thought on “Em poucas palavras – Budapeste, de Chico Buarque

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.